Como reformar casa e apartamento com organização e usando o refinanciamento

Homem utilizando o refinanciamento para reformar.

Um dos investimentos mais comuns entre os brasileiros é a reforma. Seja para transformar o espaço em comercial, ampliar as possibilidades da casa ou aumentar o valor do imóvel visando alugar, esse projeto sempre implica uma série de etapas que começam com o dinheiro para a reforma, afinal, ela nem sempre é barata. 

Por isso, se você está pensando em fazer uma transformação no seu espaço, e principalmente se ela for grande, o refinanciamento pode ser uma ótima alternativa. Esse artigo vai te ajudar a descobrir como o crédito com garantia de imóvel pode te ajudar, e dizer o que você precisa fazer para se planejar. 

  1. Refinanciamento para reforma;
  2. Faça um plano de reforma;
  3. As vantagens do refinanciamento; 
  1. Refinanciamento para reforma:

Na hora de reformar, contar com imprevistos é fundamental. Por isso, o refinanciamento acaba sendo mais vantajoso como fonte de crédito, com seus prazos mais amplos e juros mais baixos. Essa modalidade, além de tudo, te permite fazer uma simulação, que te ajuda a saber quanto e quando vai precisar pagar exatamente ao longo do empréstimo. 

Se você não está familiarizado com o conceito de refinanciamento, recomendamos que dê uma olhada nos nossos outros artigos sobre o tema, assim, você já fica por dentro de todas as vantagens:

Passo a passo para o refinanciamento de imóvel;

Quais as diferenças entre as taxas de refinanciamento de imóvel e taxas de empréstimo?

É importante ressaltar que se engana quem pensa que para investir na reforma de um imóvel usando o refinanciamento é preciso ter outro imóvel como garantia. Uma das maiores vantagens desta modalidade, é que você ainda pode morar e alugar a casa mesmo enquanto o crédito corre. Isso também inclui fazer reformas. E tem coisa melhor do que reformar uma casa usando o próprio dinheiro de sua garantia?

O processo é menos burocrático e mais vantajoso que linhas de crédito comuns, e por isso tem mostrado um crescimento constante no Brasil desde 2019 até 2021. Além disso, contar com uma plataforma especialista em crédito com garantia, te permite tirar dúvidas e planejar. 

Planejamento, afinal de contas, é o que não pode faltar em uma reforma!

  1. Faça um plano de reforma:

Antes de mais nada, você deve criar um plano de reforma minucioso, que contemple suas necessidades e até mesmo sonhos. Sabe aquele cantinho que você sempre desejou reformar? Então, é hora de colocar no papel! 

Para definir qual será realmente o seu objetivo, é hora de começar a planejar a reforma:

  • Faça uma inspeção completa: infiltrações, rachaduras, problemas de espaço e ventilação são comuns, principalmente em construções antigas. Além disso, nem sempre os problemas estão à vista. A parte elétrica de uma construção mais velha, por exemplo, têm mais tendência a causar curtos e até mesmo incêndios. Por isso, para avaliar esses problemas mais escondidos, é bom chamar um especialista.  
  • Faça uma lista de gastos: quando você já descobriu quais são seus desejos e necessidades na reforma, é hora de colocar tudo na ponta do lápis. Liste tudo o que vai ser preciso, desde materiais até objetos de decoração. Não esqueça de contar os profissionais necessários para todo o projeto. Alguns arquitetos costumam cobrar por metro quadrado, e alguns profissionais têm diferentes preços para diferentes cômodos, como cozinha e banheiro. Por isso, pesquise bem e faça diversos orçamentos, sempre prezando a qualidade do resultado final. 
  • Pesquise as formas de pagamento: ao definir todos os valores necessários para a reforma, é hora de pensar nas formas de pagamento. Isso inclui prazos e exigências. Alguns profissionais, por exemplo, só trabalham com um adiantamento.
  • Liste os prazos: saiba quanto tempo levará a obra. Isso é importante para descobrir de quanto tempo será o seu investimento, e se a forma de crédito escolhida contempla suas necessidades durante esse período. Ao realizar uma reforma, é necessário saber que isso raramente se resolve de uma vez e com um valor único, afinal, as coisas vão surgindo. Portanto, esteja preparado para imprevistos.
  • Defina valores e prioridades: não se esqueça de reservar uma parcela do dinheiro para essas eventuais “surpresas”. Alguns especialistas recomendam deixar ao menos mais 15% do valor total da obra para cobrir possíveis gastos. Com tudo isso, é possível saber de qual quantia de crédito você precisa para investir na reforma, e só então decidir o que é mais urgente agora, e quais são os desejos que podem esperar um pouco. 

O refinanciamento costuma ter um retorno vantajoso. Por isso, ele é ideal para quem quer aproveitar o crédito e realizar todos os planos. Além disso, suas vantagens falam por si só. 

  1. As vantagens da reforma e do refinanciamento:

Ao reformar o seu imóvel, você garante a valorização do mesmo para futuras vendas, aluguéis e até mesmo refinanciamentos. As reformas estruturais, que incluem a parte hidráulica e elétrica, agregam muito nas avaliações da casa ou apartamento, e as reformas estéticas, que vão desde a pintura das paredes até troca de portas e janelas, geralmente agradam novos moradores. 

É importante lembrar que reformas em apartamentos ou condomínios devem ser consultadas previamente. Assim, antes de colocar a mão na massa, mostre todo seu plano aos donos. 

Como fonte de crédito para reformar, o refinanciamento traz mais conforto, prazos longos para pagar, que podem durar até depois de a obra acabar, e taxas mais flexíveis. Tudo isso significa que você pode cuidar do seu espaço sem se preocupar com tanta burocracia. 

Se quiser saber outras formas de aproveitar o refinanciamento de imóveis, você pode gostar dos nossos artigos:

Como conseguir capital de giro com refinanciamento?

Usando o refinanciamento de imóvel para renegociar suas dívidas

Fique sempre de olho na Keycash para mais dicas e informações do mercado financeiro, a sua plataforma de crédito, segura e descomplicada.

Assine nossa Newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos.

    Você também pode gostar de: