Crédito com garantia de imóvel para investir na educação dos filhos

Usando CGI na educação dos filhos

Uma das maiores preocupações dos pais desde a infância dos filhos é garantir uma educação completa e de qualidade, que englobe também atividades consideradas “extracurriculares”, para que as crianças possam aproveitar a fase de aprendizados ao máximo. 

Para isso, é fundamental ter uma reserva de dinheiro controlada e planejar muito, evitando qualquer surpresa e investindo no melhor, sem que o bolso sinta. 

Nessas horas, o crédito com garantia de imóvel se mostra uma ótima alternativa para pais que querem fazer o dinheiro render para a educação dos filhos, sem depender de empréstimos com taxas e juros altíssimos. Perfeito para quem sabe a importância de planejar, ele é uma modalidade que pode funcionar tanto a longo, quanto a curto prazo. 

Por isso, neste artigo, vamos falar sobre o planejamento dos gastos com a educação dos filhos, e como o home equity pode te ajudar nisso. 

Se você quiser conferir outros benefícios e alternativas para utilizar essa modalidade, pode encontrar nos nossos outros artigos:

Como conseguir capital de giro com refinanciamento?

Como reformar casa e apartamento com organização e usando o refinanciamento;

Crédito com garantia de imóvel como fundo para aposentadoria;

Usando o refinanciamento de imóvel para renegociar suas dívidas;

Agora, vamos falar sobre plano para educação!

1. Como planejar os gastos com educação;

2. Crédito com garantia de imóvel como fundo para os estudos;

3. Plano de emergência para os estudos;

4. Reservas para a educação;

  1. Como planejar os gastos com educação:

Antes de mais nada, é ideal levar em conta as suas intenções com as reservas para a educação, e também a idade que seu filho tem, ou quando ele vai começar a utilizar esse dinheiro.

Alguns pais, optam por começar as reservas enquanto as crianças ainda são pequenas, antes mesmo de a idade escolar começar, e renovam essa poupança afim de garantir um fundo que valha por toda a vida acadêmica dos seus filhos. 

Por outro lado, alguns acabam decidindo fazer reservas apenas para o ensino superior, que acaba sendo a parte mais cara de todo esse processo. Por isso, o planejamento é importante. Ele te mostra quanto você precisa guardar, em quanto tempo e para quais finalidades. 

Assim, antes de começar a investir ou economizar para a educação das crianças, crie um plano que contenha:

  • Idade do seu filho;
  • Ano em que a poupança começa;
  • Ano em que a poupança começará a ser usada;
  • Valor estimado de cursos totais;
  • Valor estimado de mensalidades;
  • Gastos extras; 

Neste último item, é importante incluir algumas coisas que alguns pais esquecem de levar em consideração, e podem acabar saindo mais caro que a própria educação.

  1. Reservas para educação;

Poupar para o estudo dos filhos envolve não apenas os cursos em si, mas também os gastos que vêm com os diferentes períodos escolares. Se seu plano é guardar para o ensino superior, fica um pouco difícil saber o que o seu filho vai decidir cursar, e se será necessário guardar dinheiro para materiais e livros. Por isso, é sempre bom contar com uma reserva extra.

No entanto, se você quer investir em um fundo para educação completo, que envolva línguas, cursinhos, aulas de artes e escola, fica mais fácil ir fazendo as contas e planejando os extras. Esses extras, são uma série de necessidades ao longo do curso nas quais você também precisa pensar, que contam com:

  • Transporte escolar: que pode ser tanto oferecido pela escola quanto um serviço de fora, como ônibus regulares, ou as famosas vans escolares;
  • Uniformes: muitas vezes mudam continuamente conforme as idades, e também envolvem roupas especiais para atividades, como esportes e dança;
  • Materiais escolares: vão desde os itens mais comuns, anuais, até os requeridos pelas escolas para as práticas do dia a dia, eventos ou trabalhos;
  • Alimentação: o lanche, tanto aquele que vem de casa quanto o comprado na própria escola, também deve ser levado em conta, principalmente se o período de aulas é mais longo;
  • Passeios e atividades: muitas escolas e cursos incluem passeios educativos e excursões, que são importantes tanto para o currículo quanto para o desenvolvimento.

Além disso, é preciso pensar nos materiais de apoio, que envolvem livros didáticos, computadores, acesso à internet e outros elementos. Com tudo isso, os gastos “extras”, que vão além de mensalidades, acabam somando uma boa quantia. 

  1. Plano de emergência para os estudos:

Como em qualquer investimento, é importante contar com um plano de emergência para qualquer imprevisto, seja um aumento na mensalidade ou uma troca de escola. O planejamento geral da vida financeira dos filhos pode ser cheio de surpresas, uma vez que as mudanças na vida das crianças vão surgindo conforme elas crescem. 

É muito comum que crianças em idade escolar precisem passar por diversas avaliações e apoio, como fonoaudiólogos e terapeutas, que vão se mostrando necessários conforme o desenvolvimento é acompanhado por profissionais. Por isso, é sempre bom ter esses gastos planejados! 

E engana-se quem pensa que planejar é ser pessimista! Pensar nessas surpresas não é esperar por “problemas”, mas ter em mente os artifícios que vão contribuir para uma educação mais completa, que acompanhe o ritmo e as particularidades de cada filho. 

  1. Crédito com garantia de imóvel como fundo para os estudos:

Além das várias alternativas possíveis para planejar e economizar na educação dos filhos, como fazer uma reserva apenas com economias, ou através de um investimento, o crédito com garantia de imóvel acaba sendo a solução mais segura e com menos taxas. 

Em alguns dos nossos conteúdos, nós já falamos sobre as vantagens dessa modalidade em termos de estabilidade, valor e segurança:

Conhecendo o Crédito com Garantia Imobiliária;

Quais as diferenças entre as taxas de refinanciamento de imóvel e taxas de empréstimo?

Para investir na educação, ela se mostra uma opção segura, pois permite um retorno mais significativo, e com mais tranquilidade quanto a juros e mensalidades. 

Assim, você tanto pode começar a utilizar o dinheiro no momento em que recebe, quanto poupá-lo para o futuro, com mais tempo para pagar nos dois casos. Por isso, o crédito com garantia de imóvel se mostra um investimento ideal para quem precisa de bastante capital, e mais conforto. 

Ao invés de apostar em investimentos que vão render devagar, com retornos imprecisos, o home equity também te permite saber exatamente quanto vai receber, o que contribui na hora de fazer os planos que nós citamos lá no começo. Ele também possui a vantagem de render um valor mais alto, e permite simulações.

Desta forma, fica muito mais fácil contar com um valor bem definido, em um prazo mais assertivo e com um bem que você já possui, sem riscos. 

Investir na educação desde o começo e ter um fundo exclusivamente destinado a isso pode ser a mudança que você precisa para garantir o futuro dos seus filhos. Comece a se planejar e não deixe de pesquisar e conferir dicas!
Para saber cada vez mais sobre o mundo financeiro, e ficar por dentro da área e todas as notícias, siga acompanhado a Keycash no blog e redes sociais. Até a próxima!

Assine nossa Newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos.

    Você também pode gostar de: