Score 2.0: saiba mais sobre o novo cálculo

Homem consultando seu Score 2.0

O Score 2.0 é uma atualização do Score de Crédito, uma pontuação com base em um cálculo realizado pela Serasa. Ele tem como objetivo definir o comportamento do consumidor como pagador e usuário de serviços financeiros, através da avaliação do tempo que este leva para quitar uma dívida, o quanto paga suas contas em dia e outras ações.

Através desse cálculo, é possível criar uma base do perfil deste consumidor, que vai fazer diferença, e até mesmo ser determinante, para que empresas e instituições financeiras lhe ofereçam crédito, estipulem seus prazos e juros ou aprovem financiamentos. 

Se você quer saber tudo sobre esse cálculo e por que é tão importante ficar de olho nele, pode conferir nosso artigo:

Entenda o Score de Crédito e seu impacto na sua taxa de juros

Mas neste texto, vamos falar sobre as atualizações dessa ferramenta tão útil para consumidores e instituições financeiras, e que está se adequando aos novos requisitos do mercado. 

  1. As Vantagens do Score 2.0 para o consumidor;
  2. Por que o Score 2.0 é mais preciso?
  3. Como o Score 2.0 é calculado?
  4. Compare a pontuação do Score 2.0 e do Score 1.0;
  1. As vantagens do Score 2.0 para o consumidor:

Além de ajudar o consumidor a se orientar com sua reputação financeira antes de solicitar crédito ou fazer uma dívida, tendo sua pontuação como guia e sabendo onde precisa melhorar, agora o Score também é mais preciso.

Os pontos variam de 0 a 1000, quanto maior for a sua pontuação no Score 2.0, mais chances de você conseguir liberação de crédito. 

Assim, antes de entrar com pedidos de empréstimo ou financiamento, você pode consultar sua pontuação sabendo exatamente quanto cada coisa vale, e trabalhar nos pontos principais até que seu Score seja bom o bastante. E com mais precisão e as categorias mais bem definidas, fica fácil saber onde é preciso melhorar.

  1. Por que o Score 2.0 é mais preciso?

A atualização na pontuação valoriza mais o bom comportamento financeiro. Agora, pessoas que demonstrarem melhor desempenho, pagando suas contas em dia, terão uma pontuação mais alta. 

Isso porque, no novo cálculo, as contas pagas em dia valem mais. Assim, a prioridade será de quem sempre demonstrou comprometimento financeiro, e que realmente precisa de crédito, empréstimo ou financiamento. Aquela pessoa que sempre pagou tudo direitinho e está em uma situação de necessidade, tem aprovação mais facilmente garantida. 

Além disso, agora é possível acompanhar o histórico de dívidas da Serasa e do SPC e sua pontuação em um só lugar. 

  1. Como o Score 2.0 é calculado?

Para garantir a precisão da pontuação, a Serasa utiliza a Inteligência Artificial para realizar o cálculo. Ele é dividido em categorias com diferentes pesos, o que faz com que cada ação financeira que você realiza ou já tenha realizado seja contabilizada. 

O Score leva em conta datas de pagamento, dívidas e movimentações. Para definir melhor o que cada coisa vale, a pontuação é baseada em seis critérios:

– Histórico de dívidas;

– Pagamento de crédito;

– Pagamento de dívidas;

– Tempo de uso do crédito;

– Comportamento de consultas/consultas para serviço e crédito;

– Crédito contratado.

Cada um desses critérios tem um peso de cálculo diferente, que também foi atualizado com o Score 2.0.

  1. Compare a pontuação do Score 2.0 e do Score 1.0:

Na pontuação do novo Score, cada categoria de avaliação possui uma nota que prioriza o bom comportamento. Para comparar o que mudou em relação ao antigo Score, você pode revisitar seu histórico e realizar o novo cálculo com base nas porcentagens.

Pontuação do Antigo Score em porcentagem e ordem de prioridade:

Serasa Score 1.0

– 30,2% Histórico de dívidas;

– 26,4% Pagamento de dívidas;

– 17,4% Consulta para serviço e crédito/comportamento de consultas;

– 13,9% Pagamento de crédito;

– 8,4% Tempo de uso;

– 3,6% Crédito contrata

Pontuação do Novo Score em porcentagem e ordem de prioridade:

Serasa Score 2.0

– 43,6% Pagamento de crédito;

– 19,3% Consulta para serviço e crédito/comportamento de consultas;

– 13,7% Histórico de dívidas;

– 10,1% Tempo de uso do crédito;

– 7,9% Crédito contratado;

– 5,5% Pagamento de dívidas.

Assim, fica mais fácil avaliar no que você precisa melhorar. E vale lembrar que um Score baixo não é sinal de que tudo está perdido. Sempre há tempo de criar novos hábitos financeiros, e conseguir suporte de especialistas. 

Para saber tudo sobre o mercado financeiro e atualizações do meio, fique sempre de olho nos conteúdos da Keycash no blog e redes sociais!

Assine nossa Newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos.

    Você também pode gostar de: