Segurança digital – No que ficar atento para evitar golpes e fraudes financeiras?

Pessoa atenta à segurança digital.

Contar com a segurança digital e utilizar a tecnologia a nosso favor para tarefas do dia a dia tem se tornado cada vez mais comum. Do pagamento de boletos até o compartilhamento de dados, e até a abertura de contas de maneira completamente virtual, tudo isso já faz parte da rotina do brasileiro e não é mais reservado a casos raros.

Mas com a chegada das facilidades, também chegam novas responsabilidades, tanto da parte das empresas e instituições financeiras quanto por parte dos usuários. Por isso, é necessário saber o básico de Segurança Digital, termo que vamos abordar nesse texto, e trazer ideias e medidas simples, recomendadas por profissionais, que vão te ajudar a ficar mais protegido de golpes e fraudes financeiras. 

  1. O que é Segurança Digital?
  2. Ações simples de Segurança Digital;
  3. Quais são os tipos de ataques virtuais? 
  4. Como se proteger de ataques virtuais?
  1. O que é Segurança Digital?

Segurança Digital é um termo que nomeia uma série de medidas e recomendações adotadas no universo cibernético para garantir a proteção de dados, arquivos, dispositivos e sistemas. 

No universo empresarial, a segurança digital vai desde o desenvolvimento de softwares e redes de segurança exclusivas para cada corporação até a criação de perfis de usuário com acessos particulares para o trabalho, evitando, assim, que dados e ferramentas virtuais da empresa sejam corrompidos. 

Por outro lado, essas medidas não ficam reservadas apenas a ambientes profissionais. Elas também estão ligadas a dados de usuários nas redes sociais, contas em bancos virtuais e até mesmo arquivos particulares como documentos e fotos. 

Com o crescimento das fintechs e a chegada do open banking, fica cada vez mais difícil fugir dos meios digitais. Além disso, não precisamos perder as vantagens das facilidades por medo de golpes e fraudes.

Se você quiser saber mais sobre essa revolução digital, pode conferir nossos artigos:

O que são fintechs e como elas estão revolucionando o mercado de crédito.

Open Banking: Saiba como ele vai mudar a sua vida financeira.

Com toda essa inovação, a importância da segurança digital é grande. A maioria das medidas é administrada por profissionais de TI, uma vez que são eles os capacitados a desenvolver redes de proteção e avaliar o comprometimento de senhas, arquivos e dispositivos, mas também existem medidas simples que podem ser tomadas por nós no dia a dia para evitar qualquer dor de cabeça.

  1. Ações simples de Segurança Digital:

A maioria das medidas que podemos tomar para nos proteger no ambiente online está ligada a atenção aos sinais e cuidado nos nossos acessos e compartilhamentos. É sempre bom reforçar que precisamos desconfiar de ações suspeitas e manter a manutenção dos nossos dispositivos em dia, evitando acessar contas pessoais em conexões e computadores públicos. 

Algumas medidas que podemos tomar para nossa segurança digital são:

Senhas fortes: é sempre importante dizer que as senhas são particulares e precisam ser fortes! Nada de data de nascimento, nome, ou qualquer outra coisa que possa ser facilmente adivinhada, principalmente para senhas importantes, como as bancárias;

Ignorar e-mails suspeitos: eles geralmente têm promessas de compra e venda de produtos que sequer procuramos, ou prêmios absurdos. Lembre-se de verificar o endereço do e-mail. Geralmente, os e-mails oficiais são apenas os de empresas que realmente possuem seus dados, com as quais você tem algum contato, e são bem estruturados e com informações de fato úteis. Em caso de dúvida, você sempre pode ligar para a empresa perguntando se realmente ganhou algo;

Não transmitir informações para estranhos: quando você tem alguma assinatura em uma empresa, ela normalmente já tem seus dados, então, não caia na de qualquer estranho te pedindo informações sobre sua assinatura pelo WhatsApp, por exemplo. 

Não compartilhar dados de acesso: evite dividir senhas com outras pessoas, mesmo que seja do seu Facebook e principalmente se usar a mesma senha para diversas contas e assinaturas;

Ficar atento a mensagens suspeitas: mensagens que pedem para clicar em links e ligar para números estranhos, que vem de números desconhecidos, também são golpes, na maioria das vezes;

Tomar cuidado com as novas alternativas financeiras: mesmo que o PIX e o WhatsApp Pay sejam opções que facilitam nossas rotinas, é importante tomar cuidado com o compartilhamento das chaves. Suspeite também de pedidos de pagamento realizados de forma estranha, como pessoas nas redes sociais alegando trabalhar em uma empresa para a qual você deve. Sempre fale com a empresa nos canais de contato oficiais para confirmar qualquer coisa;

Cuidado com o seu cartão de crédito: não saia por aí informando o número ou inscrevendo seu cartão como forma de pagamento em qualquer site. Dê preferência para redes certificadas e seguras.

Além de tudo isso, hoje, muitos contratos também são fechados de maneira virtual, com assinaturas digitais. Elas são seguras, mas é preciso tomar alguns cuidados. Para saber mais sobre o tema, você pode conferir nosso artigo:

Assinatura digital de contratos e escrituras no mercado imobiliário.

Todo esse cuidado evita golpes financeiros e a perda de arquivos e dados, além de manter o dia a dia mais seguro, mas existem outras ameaças que podem ser evitadas com a ajuda de profissionais.

  1. Quais são os tipos de ataques virtuais? 

Fraudes e golpes podem estar tanto em ações simples, do dia a dia, quanto em meios mais elaborados. Os chamados “ataques virtuais”, em sua maioria, possuem objetivos financeiros, mas também podem partir do interesse no acesso a dados.

Alguns dos ataques virtuais mais comuns são:

Vírus: instalados no seu dispositivo, como computador e smartphone, geralmente conectado a internet, com a intenção de tomar seus dados, arquivos ou acompanhar suas ações para roubos de dinheiro e até identidade financeira;

Link: podem servir para instalar um vírus no seu dispositivo, tomando seus dados, ou apenas servir como isca para um golpe;

Crackers: são pessoas que instalam softwares ou dispositivos com a intenção de invadir o seu sistema roubando dados, praticando ações em seu nome ou realizando roubos;

Golpes: como dissemos, geralmente prometem ações voltadas a finanças, como pagamentos, cobranças e prêmios. 

Mas afinal, se todos esses perigos rondam o ambiente virtual, como é possível se proteger deles e continuar aproveitando as facilidades?

  1. Como se proteger de ataques virtuais?

Os profissionais de segurança digital estão preparados para proteger o seu sistema e os seus dados. Eles costumam oferecer desde serviços comuns, como a manutenção ou instalação de antivírus – que também pode ser feita de maneira online e automática, já que alguns dispositivos já vem com a instalação de fábrica – até o desenvolvimento de redes de proteção exclusivas, caso você tenha uma empresa, por exemplo. 

Algumas das medidas de segurança digital que podem ser tomadas são:

Instale um antivírus: ele vai denunciar qualquer comportamento estranho no seu dispositivo e te impedir de acessar sites suspeitos e links estranhos;

Instale um firewall: eles também bloqueiam acessos estranhos e operações suspeitas, e são dispositivos indispensáveis para quem possui uma empresa;

Utilize VPNs: as Redes Privadas Virtuais são ideais para conectar dispositivos e redes de maneira particular. Elas podem ser internas ou conectadas a um servidor remoto, e evitam que o seu computador fique ligado a conexões estranhas;

Utilize as verificações de acesso: todos os servidores sérios e sites que exigem acesso possuem verificações para confirmar sua identidade. Utilize essas chaves, que impedem que pessoas que não são você se conectem às suas contas;

Fique atento aos acessos estranhos: geralmente, dispositivos e perfis, até mesmo de redes sociais e sites de compra online, avisam quando sua conta recebe um acesso estranho. Caso isso aconteça e não seja você, remova dados cruciais do perfil e mude suas senhas;

Utilize backups: os armazenamentos em nuvem são mais seguros e permitem que você recupere arquivos caso seus dispositivos sejam comprometidos. Eles também funcionam bem para compartilhar documentos e outras coisas que exigem segurança redobrada. 

Por fim, esteja atento aos golpes que circulam nas redes, leia muito sobre segurança digital e não hesite antes de entrar em contato com especialistas. 

Para saber mais sobre o mercado financeiro, alternativas e soluções para um dia a dia mais fácil, não perca os conteúdos da Keycash, a sua plataforma de crédito segura e descomplicada.

Assine nossa Newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos.

    Você também pode gostar de: