CDBs de liquidez diária – Saiba como investir com segurança!

Casal analisando CDBs

O CDB – Certificado de Depósito Bancário, é um empréstimo feito a bancos e outras instituições financeiras para financiar atividades internas. Como investir se trata de uma prática cada vez mais comum, conforme o crescimento de novos bancos e plataformas se populariza, é ideal conhecer todas as nossas possibilidades.

No nosso artigo sobre CDBs e RDBs, nós explicamos tudo sobre esses dois modelos de investimentos e suas principais diferenças, então, se você quer conhecer essas modalidades primeiro, vale a pena dar uma lida:

CDBs e RDBs – O que são e qual a diferença?

Nesse texto, vamos nos aprofundar nos CDBs de liquidez diária. Esse modelo é considerado um dos investimentos mais vantajosos e seguros para quem quer investir a curto prazo, e apesar de não ser oferecido por todos os bancos, vale a pena saber mais sobre essa modalidade e descobrir se ela pode ser sua melhor opção. 

Então, se prepare para o planejamento financeiro e vem descobrir como investir!

  1. O que são CDBs de liquidez diária?
  2. Como funciona a liquidez?
  3. Quando investir em CDBs de liquidez diária?
  4. Como investir em CDBs de liquidez diária com segurança?
  1. O que são CDBs de liquidez diária?

Sabe quando você precisa comprar alguma coisa e pede dinheiro emprestado do banco? Então, o CDB é a mesma coisa, só que ao contrário. Aqui, quem empresta o dinheiro ao banco é você, e isso funciona como um investimento. 

Os CDBs, Certificados de Depósito Bancário, são títulos privados emitidos por instituições financeiras para servir como fundo para suas atividades. Em outras palavras, são um empréstimo que o investidor faz ao banco, para que este possa utilizar o dinheiro em investimentos internos, melhorias e projetos. Em troca, o investidor recebe os juros que rendem desta aplicação.

Ao contrário de outros investimentos, os CDBs de liquidez diária são investimentos de renda fixa que têm a vantagem do tempo de resgate. Isso porque, nesta modalidade, seu dinheiro pode ser retirado a qualquer momento, sem afetar e prejudicar a rentabilidade do investimento. 

Além disso, se tratando de uma aplicação conservadora e séria, os CDBs possuem proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que permite que, em caso de falência da instituição financeira onde você investiu, um valor de até R$ 250 mil possa ser devolvido, a depender da sua aplicação. 

Já deu para entender a principal vantagem, né? Mas para compreender melhor essa modalidade e saber se ela é o investimento certo para você, é necessário estar por dentro do conceito de “liquidez”.

  1. Como funciona a liquidez?

A liquidez nada mais é do que o tempo necessário para transformar um investimento em dinheiro. A caderneta de poupança, por exemplo, costuma ter retorno uma vez por mês, sendo assim, sua liquidez é mensal. 

Quanto mais rápido o dinheiro puder retornar para suas mãos, mais líquido é o investimento e melhor para você, claro. Mas não é melhor para o banco.

É necessário saber disso para entender que, quanto maior o tempo de investimento, ou seja, quanto mais você deixar seu dinheiro aplicado na instituição financeira, maior a rentabilidade. 

Isso acontece porque como o banco não sabe quando você vai resgatar seu dinheiro, aquele valor limita as oportunidades que ele tem para usá-lo. Ele não pode se arriscar a utilizar um dinheiro que pode precisar devolver a qualquer momento. 

Sendo assim, os investimentos de renda fixa com liquidez mais alta são aqueles que ficam aplicados nas instituições por vários anos, com uma data para resgate pré-estabelecida. Neles, caso você retire o valor investido antes, não é garantia que vá receber os rendimentos.

Esse não é o caso dos CDBs, pelo contrário. Sua popularidade vem justamente do fato de que você pode resgatar seu dinheiro quando quiser sem perder o que já rendeu. 

Para garantir que você deixe seu dinheiro aplicado por mais tempo, as instituições financeiras costumam oferecer diferentes “prazos de liquidez”. Desta forma, mesmo que você possa resgatar seu dinheiro quando bem entender, sabe o quanto pode ganhar se atingir aquela meta, ou seja, se deixar seu dinheiro aplicado por um determinado número de dias.

Sendo assim, quanto mais líquido – mais rápido – o investimento, menor a rentabilidade. Mas isso não faz com que os CDBs deixem de ser uma vantagem, principalmente em alguns casos específicos. 

  1. Quando investir em CDBs de liquidez diária?

Se você pensa em começar a investir, existem algumas situações em que o CDB pode ser perfeito para você:

  • Quando você não sabe quando vai precisar do dinheiro: como os CDBs podem ser resgatados no momento que você quiser sem afetar o rendimento, eles são ideais para quando você não sabe se vai precisar retirar aquele dinheiro em breve;
  • Como alternativa para poupança: sabe aquele dinheiro que você vai colocar na poupança e deixar parado? Então, os CDBs são ótimos para deixar esse valor guardado e ainda fazê-lo render diariamente. Assim, você não precisa se preocupar com o seu dinheiro congelado até uma data de vencimento, e ainda faz mais uma grana com um valor que ficaria travado na poupança;
  • Para criar uma reserva para emergências: se você está desempregado ou passando por uma situação em que pode precisar de dinheiro em breve, como um tratamento médico ou uma viagem, criar um fundo de emergência através dos CDBs pode ser melhor do que fazer uma poupança de emergência. Isso porque você retira o dinheiro quando precisar, e ainda conta com o valor a mais dos rendimentos;
  • Para começar a investir: por se tratar de um investimento simples, seguro e em que você pode resgatar o valor quando precisar, os CDBs são ótimos para quem está começando a investir.

Mas mesmo com essas vantagens, é necessário investir com muita segurança. Por isso, você precisa ficar atento a algumas especificações. 

  1. Como investir em CDBs de liquidez diária com segurança?

A principal medida para investir em CDBs com tranquilidade é ficar atento à reputação financeira do banco ou instituição em questão. Uma organização séria, que tem solidez e oferece outras modalidades de crédito possui menos chances de falir. Isso é fundamental para qualquer investimento. 

Além disso, é preciso ter atenção aos prazos e condições do CDB. Alguns, possuem alta taxa de rentabilidade, mas com uma quantidade mínima de dias. Claro que essa quantidade não é obrigatória, uma vez que nos CDBs de liquidez diária os rendimentos ficam disponíveis a qualquer momento, mas é bom ficar atento ao prazo de vencimento oferecido para não se enganar achando que cem dias vão render o mesmo valor que mil.

Outro fator crucial, é ficar de olho nas outras taxas de mercado, como a Selic, e na inflação. Assim, você sabe qual é o melhor momento para fazer seu dinheiro render e corre menos riscos de precisar retirá-lo rápido, com rendimentos baixos. 

Investir é um hábito e deve ser treinado. Fique de olho em novas oportunidades e pesquise vantagens antes de entrar de cabeça. Começar com valores menores pode ser uma boa opção para testar o terreno e aprender a resgatar no momento certo!
A regra mesmo, em qualquer situação, é sempre ficar de olho no mercado financeiro, buscar conhecer alternativas e entender o que você está pagando. Para não perder nada e descomplicar sua vida financeira, fique sempre de olho nos conteúdos da Keycash.

Assine nossa Newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos.

    Você também pode gostar de: